20.9 C
Funchal
Terça-feira, Junho 18, 2024

Tulipa diz que Marítimo “tem de guardar as melhores peças” e assume necessidade de reforçar plantel

Relacionadas

Manuel Tulipa falou esta sexta-feira, após o treino aberto em Santo António, pela primeira vez aos jornalistas como treinador do Marítimo. Fazendo um balanço aos primeiros dias de trabalho, numa “semana curta” e ainda sem contar com todos os jogadores, o novo timoneiro verde-rubro mostrou-se satisfeito com o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido e também “com o empenho e com a atitude” dos atletas.

“Queremos fazer coisas diferentes e para isso também precisamos de uma atitude diferente e comportamentos diferentes, mas estou satisfeito com o desenvolver da semana e também com aquilo que estamos a fazer”, adiantou o técnico de 50 anos, que regressa a um clube onde já foi jogador e orientou ainda a agora extinta equipa de sub-23.

Mas, apesar de se revelar satisfeito, Tulipa assume que o plantel ainda vai precisar de ser reforçado para competir pelo objetivo de subir de divisão, até porque há jogadores com mercado, que ainda poderão sair.

“Precisamos de reforçar algumas posições”, disse o treinador, acrescentando que o clube vai procurar novos jogadores para todos os setores. “Precisamos de gente que também conheça a II Liga e que se adapte mais rápido a isso.”

Sobre a possibilidade de saída de alguns jogadores, o técnico natural de Vila Nova de Gaia mostrou-se pragmático, mas realçou que gostaria de continuar a contar com atletas como Joel Tagueu e André Vidigal.

“Nós queríamos que eles ficassem todos, mas percebemos que a disponibilidade financeira do clube também tem importância”, ressalvou, antes de ser questionado, em específico, sobre os casos de Xadas e Joel, que ainda não treinaram com a equipa. “O clube tem de guardar as melhores peças para atingir os objetivos.”

Já quando questionado sobre se André Vidigal seria uma boa peça para manter no plantel, Tulipa não hesitou.

“Claramente. É um jogador com muita competência, que conhece muito bem esta II Liga, porque já foi o melhor jogador do campeonato [em 2020/21, ao serviço do Estoril]. É um jogador com muita qualidade”, disse, antes de acrescentar: “Se não conseguir [assegurar a sua continuidade], temos de arranjar soluções. Eu vim para cá para arranjar soluções.”

- Pub -

Últimas