18.2 C
Funchal
Quarta-feira, Maio 22, 2024

Rally Legend promete levar história e muito espetáculo a toda a ilha da Madeira

Relacionadas

As 37 equipas inscritas estão divididas em 4 categorias: Spirit, Open Legend, Históricos e Legend Show, esta última é modo de exibição e conta com cinco equipas com destaque para estreia nas estradas da Madeira do Trabant RS800 de Olivier Hermans/Marc Hermans, uma viatura da ex- RDA (Republica Democrática da Alemanha) muito popular no bloco de Leste durante os tempos da guerra fria. Embora não venha com o seu FIAT 131 Abarth, Paolo Diana, um piloto de San Marino, conhecido por dar muito espectáculo nas provas Legend, faz a sua estreia na Madeira com Ford Sierra RS Cosworth. De regresso à estrada depois de uma ausência de 10 anos está o FIAT 127 Abarth de Gonçalo Pereira/Rodrigo Rodrigues. o Legend Show conta com a presença de Gil Baptista/Carlos Nóbrega em Ford Escort RS MKII, do imponente Audi Quattro Sport E2 de Stewart Bowes que com o pleno de participações na prova será este ano navegado por Luís Boiça, sendo assim a única viatura Grupo B presente no evento.

A competição propriamente dita é nas categorias Spirit, Open Legend e Clássicos. E começamos pela Spirit que conta com convidado e estrela da companhia, Andrea Aghini, que regressa à Madeira 20 anos depois da última participação no Rali Vinho Madeira. O piloto italiano venceu por quatro ocasiões a prova rainha do automobilismo regional, a primeira das quais em 1992, e a bordo de uma viatura com que se vai reencontrar em 2023 no Rally Madeira Legend, o Lancia Delta Integrale 16V. Em 1994 com o Toyota Celica, 1998 com o Toyota Corolla WRC e por último em 2002, a última vez que veio à região, com o Peugeot 206 WRC foram as outras vitórias de Aghini. Nesta edição do Rally Madeira Legend, será navegado pelo Massimiliano Cerrai que o acompanha desde 2002.

A dupla italiana terá o contingente regional como principais adversários, casos de Rui Conceição/Roberto Fernandes que trazem de volta o Ford Escort RS Cosworth A8, uma viatura que foi campeã da Madeira em 1995 e 1996, Rui Pinto/Ricardo Faria com o Ford Focus WRC’09, com o qual venceu a categoria no ano passado, Gil Freitas/Duarte Miranda com o Subaru Impreza S14 WRC, que assim vão reeditar as lutas do WRC no final da primeira década do Sec. XXI.

Depois de competir no Campeonato de Portugal de Ralis com o Citroën C3 Rallye2, Bernardo Sousa volta a sua terra natal e revisita uma viatura que bem conhece, o Ford Fiesta S2000, com o qual foi campeão nacional em 2010. Ainda dentro Spirit destacamos o regresso à competição de Élvio Caíres com o seu navegador de sempre, Paulo Freitas em Citroën Saxo Kit-Car, bem como de António Abel/Jacinto Ferreira com o Toyota Celica GT-Four. Depois de participar no ano passado com o Ford Escort RS MkII, Rui Fernandes, navegado por Luis Neves, volta a tripular um Mitsubishi Lancer Evo VI, uma viatura que bem conhece e que com a qual foi campeão regional do agrupamento de Produção entre 2000 e 2002.

A categoria Open Legend põe em disputa as viaturas sem homologação e será uma luta entre pilotos madeirenses com os vencedores das ultimas duas edições Miguel Andrade/Bruno Gouveia em Renault 5 GT-Turbo, Cláudio Nóbrega/Hugo Martins com o Nissan Datsun, José Jarimba/João Jardim com o Toyota Starlet, que terão à espreita Márcio Nóbrega/Roberto Feitas em Ford Escort MK1, João Nunes/Vítor Marote em Toyota Corolla Coupé GT (AE86).

Os históricos contam com um lote de belas viaturas e com muita história com especial atenção para o “mundialista” Renault 4 GTL de António Pinto dos Santos que participou em algumas provas do WRC entre 1997 e 2000. No campo desportivo a luta será entre Ford Escort com Rui Jorge Fernandes/João Pedro Freitas, João Martins/Sílvio Malho que procuram a terceira vitória na prova e Rui Nunes/Luís Vieira. Vasco Silva/Ricardo Ventura em Peugeot 205 GTI terão igualmente uma palavra a dizer na luta pelos primeiros lugares na categoria. Na viaturas Históricas há que contar com uma dupla feminina, Lígia Albuquerque/Isabel Robalo que vão correr com o pequeno Morris Mini Cooper S Mk2.

O Rally Madeira Legend 2023 tem todos os condimentos para ser um grande espectáculo automobilístico, com o pelotão a ter que percorrer 81,40 km de especiais, divididas por 10 classificativas. A sexta-feira começa às 11h com a classificativa Abrigo do Pastor (Carreiras – Quatro estradas) seguindo-se Ponta do Sol (Canhas – Paul da Serra) às 12h53, Ponta do Pargo (Achadas da Cruz -Ponta do Pargo) às 14H00, com o dia a fecha com duas especiais no concelho da Calheta, com Paul do Mar às 15h32 e Vila da Calheta às 18h30. Para Sábado fica reservado as passagens por Terreiro da Luta (Terreiro da Luta – Palheiro Ferreiro) às 10h15, Abrigo Pastor (Carreiras -Quarto Estradas) às 10h43, Serragem (Serragem – Portela – Referta), Arco de São Jorge (Arco de São Jorge – Boaventura – Ponta Delgada) e para finalizar a clássica do Rosário (Rosário – Serra d’Agua).

- Pub -

Últimas