Vítor Costa punido com multa e um jogo de castigo após expulsão com o Casa Pia

Foto: DR

O lateral esquerdo do Marítimo, Vítor Costa, foi sancionado com um jogo de suspensão e uma multa de 215 euros, na sequência da polémica expulsão no jogo com o Casa Pia, da passada segunda-feira. A decisão do Conselho de Disciplina da FPF foi publicada esta quarta-feira e inclui ainda duas multas adicionais ao emblema verde-rubro por comportamento dos adeptos.

Vítor Costa vê assim confirmado o castigo, por alegada “prática de jogo violento e outros comportamentos graves”. De acordo com o relatório do árbitro Vítor Ferreira, “depois de a bola não se encontrar jogável, o jogador 94A [Vítor Costa] com força excessiva, com os pitões da sua bota, atinge rosto do jogador número 3 adversário [João Nunes], abrindo-lhe uma ferida na zona superior do olho”.

Clube e jogador foram notificados ainda no dia acerca do constante do relatório do árbitro da Associação de Futebol de Braga, tendo apresentado o seu contraditório. Analisada a defesa apresentada, contudo, entendeu o Conselho de Disciplina que “não se vislumbra indiciado qualquer abalo à credibilidade probatória reforçada de que gozam aqueles relatórios oficiais, pelo que se confirma a factualidade descrita nos relatórios, com as consequências disciplinares previstas no RDLPFP [Regulamento de Disciplina da Liga Portuguesa de Futebol Profissional]”.

“Além disso, tratando-se de decisão da equipa de arbitragem, tomada durante jogo oficial, relativa à aplicação das leis do jogo, é a mesma, na ausência de evidência de fraude, má fé ou erro óbvio, insindicável, por força do princípio da autoridade do árbitro (e por conseguinte da doutrina da field of play), conforme estabelece expressamente o artigo 258.º n.º1 da RDLPFP, pelo que se confirma a factualidade descrita nos relatórios”, adianta ainda o Conselho de Disciplina.

Marítimo multado por cânticos e tocha

As deliberações do Conselho de Disciplina incluem ainda duas sanções direcionadas ao Marítimo por “comportamento incorreto do público” nesse mesmo jogo com o Casa Pia.

De acordo com o relatório do delegado da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), “às 20h28 deflagrou um pote de fumo na bancada Norte, setor D, ocupada por adeptos do Marítimo da Madeira, perfeitamente identificados pelas camisolas e cahecóis que envergavam”, tendo sido deliberada uma multa de 1.785 euros.

Adicionalmente, e ainda segundo o mesmo relatório do delegado da LPFP, “após o final do jogo, os adeptos do Marítimo da Madeira, identificados pelas camisolas e cachecóis que envergavam, situados na Bancada Sul, setor J, entoaram em uníssono, por cinco vezes, o cântico ‘gatuno’, dirigido à equipa de arbitragem quando esta se encontrava a sair do retângulo de jogo em direção ao túnel”, o que valeu uma multa de 572 euros.

João Afonso e Edgar Costa foram também punidos com multas de 36 e de 54 euros, respetivamente, por terem sido admoestados com cartão amarelo durante o encontro.

Deixe um comentário