Velhinho Campo Tristão Vaz em Machico

Segundo dados históricos, pelos anos de 1900, gentes locais, entusiastas pelo surgimento do futebol na Madeira criaram o único campo de futebol em Machico na altura, na zona atrás da praia de Machico e deram o nome do descobridor Tristão Vaz.

Sabia que ?

Em 1419 no época de verão, João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira desembarcaram na praia de Machico e descobriram a Ilha da Madeira. Dava-se, assim, início à gloriosa epopeia dos descobrimentos portugueses. Foi na praia de Machico que foi celebrada a primeira missa na Madeira, por padres franciscanos, no dia da visitação de Santa Isabel (2 de Julho) que acompanharam a expedição, como agradecimento e regozijo da descoberta da Ilha.

No Noticias Saiba poderá estar a par de toda a informação, atualizada ao minuto.

Segundo diz a lenda de Machim, entre o final do século XIV e o início do século XV, Roberto Machim, um inglês de classe média, apaixonou-se por Ana D’Arfet, uma rapariga de classe-alta da aristocracia, mas a família dela estava contra este romance. Assim sendo, forçaram-na a casar com um nobre, de quem esta não gostava, e mandaram ao Rei uma fiança para manter Machim preso até o casamento se realizar. Ana casou com o nobre e foi levada para um castelo em Bristol.
Machim com a ajuda de alguns amigos, mandando um dos companheiros entrar no castelo para dizer a Ana que Roberto continuava a amá-la, assim como tinha um plano para fugirem. Assim, deixaram Bristol em direção a França. Mas uma forte tempestade arrastou-os para o oceano, afastando-os de França.

No 14º dia eles chegaram à Ilha da Madeira, onde desembarcaram em Machico. Ana estava doente, morrendo nos braços do seu amado e enterrada por baixo de uma grande e linda árvore, onde foi colocada uma cruz de madeira de cedro. Machim morreu alguns dias depois, sendo enterrado na mesma sepultura da sua amada. Uma inscrição foi deixada perto, ditada por Machim, contando a triste história e pedindo que se algum futuro colonizador ali chegasse, que construísse uma igreja naquele local, hoje essa edificação é conhecida como a “Capela do Senhor dos Milagres”.

Na zona da praia de Machico, existia um pequeno planalto, amplo ao lado do Forte de Machico com muitas árvores, e segundo reza a história e fruto de algumas famílias inglesas que viviam em Machico, foi derrubado grande parte das árvores para surgir assim ao que hoje todos se recordam com o “velhinho Tristão Vaz”.
A história do Futebol na região e segundo dados históricos, aconteceu com o surgimento em 1875 na Camacha, quando Henry Hinton um jovem britânico que estudava em Londres, mas que residia na Ilha da Madeira, cujo pai tinha uma quinta na Camacha, onde costumavam passar os Verões, acabou por implementar o jogo na ilha. Em pouco tempo foi-se espalhando um pouco por todas as localidades, primeiro Funchal e depois Machico.

Sabia que ?

Sabia que… o primeiro jogo de futebol em Portugal foi realizado na ilha da Madeira, mais concretamente no Largo da Achada, na Camacha?
Decorria o ano de 1875 e o Largo da Achada era constituído por um pequeno planalto nas proximidades da Igreja Paroquial, em cujo perímetro se encontra a Capela de São José, o Centro de Saúde e o pitoresco Café Relógio, com a sua torre e a conhecida fábrica de obra de vimes. Foi então que o jovem Harry Hinton, de nacionalidade britânica e residente na ilha da Madeira, introduziu este desporto para gaudio de todos, tornando-se desde então conhecido entre os estrangeiros pelo nome de “Jogo da Bola”.

Machico na época (1900) era uma das maiores populações da região e por volta de 1915, já havia vários clubes de futebol, O Lusitânia FC, Machico FC, o Clube de Futebol Os Belenenses de Machico e o Sporting de Machico, estes dois últimos os dois maiores clubes da época na zona leste. Segundo registos históricos foi a 14 de Abril de 1969, que deu-se a fusão entre o Sporting e o Belenenses que deu origem ao único clube de futebol que hoje Machico tem, a A Associação Desportiva de Machico (ADM). As cores do seu logotipo são bem ilustrativas, a cor verde por parte do Sporting e a cor azul do Belenenses e como sinal de paz foi escolhido o branco, daí a ADM ser conhecida ainda hoje como os tricolores.

A Associação Desportiva de Machico jogou no velhinho campo Tristão Vaz, até meados da década de noventa, este pelado (campo de terra) foi um viveiro de grandes jogadores, por ali passaram jogadores muito habilidosos e sobretudo defesas e avançados que depois acabavam por ser recrutados pelos grandes emblemas da Região, o Marítimo e Nacional. Foi neste campo que se assistiram a grandes jogos e disputas de futebol, um campo temido por todos os adversários que ali vinham, por causa dos seus adeptos fervorosos que enchiam o campo e num ambiente ruidoso e impactante que faziam temer os seus adversários.

Poderá seguir e acompanhar ao vivo todo o desporto em 20Bet Portugal e também poderá ganhar apostando.

Com o passar dos anos e fruto da mudança de política que existiu em Machico e de uma grande transformação na localidade, foi então criado o novo campo, chamado de Estádio de Machico, um campo moderno, relvado e com bancadas numa zona mais para cima.  O Estádio de Machico, foi inaugurado em 1997  contando com uma capacidade de 3300 lugares sentados, dos quais 2800 cobertos. Homologado para jogos internacionais de futebol, dispões de ginásio, sala de imprensa, vários balneários e pista de atletismo.
O  Velhinho Campo Tristão Vaz em Machico foi ocupado pelo Forum Machico ou Centro Cultural, construído na área do antigo campo de futebol de Machico, na frente mar da localidade, e presentou um investimento de 25 milhões de euros do Governo Regional, através da Vice-Presidência e da Sociedade Metropolitana de Desenvolvimento.

Deixe um comentário