Vasco Seabra diz que Marítimo vai defrontar o “maior Famalicão desta época”

Foto: Raul Caires

O treinador do Marítimo, Vasco Seabra, disse hoje acreditar que o emblema madeirense da I Liga de futebol vai receber “o maior Famalicão desta época”, após as duas equipas terem vencido confortavelmente na ronda anterior da competição.

“Penso que vamos defrontar o maior Famalicão desta época”, antecipou o técnico, na antevisão ao embate da 23.ª jornada, ao relembrar que o adversário, que também se encontra numa boa fase, chega ao Funchal “confiante e moralizado”, após uma vitória caseira frente ao Moreirense, por 5-0.

Vasco Seabra caracterizou os visitantes como um conjunto capaz e mais coeso, fruto “das novas individualidades que também acrescentam valor à equipa”, contratadas na última janela de transferências.

As novas aquisições dos famalicenses, segundo o técnico, de 38 anos, poderão trazer novas dificuldades em termos de padrão de jogo, acrescidas ainda com a mudança de treinador que tem “andado à procura da melhor forma de se equilibrar em termos de jogo”.

O líder do comando técnico ‘verde-rubro’ já atingiu o mesmo número de jogos (11) que o antecessor Júlio Velázquez, que saiu à 11.ª jornada, tendo conquistado o triplo dos pontos (21 em comparação com os sete amealhados pelo antigo treinador), com o mesmo plantel.

“Penso que criamos uma ligação de crença naquilo que fazemos e os jogadores sentem realmente que têm capacidade para se baterem pela vitória contra qualquer adversário”, destacou Vasco Seabra, sublinhando que o “compromisso tem permitido olhar para os adversários e para os jogos com capacidade de competir a um nível alto”.

O número de adeptos no Estádio do Marítimo tem crescido de jogo para jogo, tendo registado na última partida uma afluência de 4.018 pessoas, mais 2.000 que no primeiro jogo de Vasco Seabra ao serviço dos ‘leões do Almirante Reis’.

“O apoio dos nossos adeptos é um motivo de orgulho, que nos traz uma responsabilidade boa de querermos melhorar o nosso jogo e sermos cada vez mais capazes”, frisou o técnico, que, quando questionado sobre um possível objetivo europeu, afastou qualquer pensamento que não seja o já habitual “jogo a jogo”.

Para a receção ao Famalicão, regressam às opções Zainadine e Diogo Mendes, que cumpriram suspensão na visita ao Arouca, que terminou com uma vitória expressiva dos madeirenses, por 3-0. Em contrapartida, Victor Costa e Henrique são ‘cartas fora do baralho’, estando os dois a cumprir castigo.

No papel de anfitrião, o Marítimo, oitavo classificado, com 28 pontos, recebe o Famalicão, 15.º, com 20, no domingo, às 15:30, que será arbitrado por João Gonçalves, da Associação de Futebol do Porto.

Deixe um comentário