U. Madeira goleia Gil Vicente com um ‘hat-trick’ de Mica

Foto: DR

O União da Madeira venceu hoje o Gil Vicente, por 5-1, com um ‘hat-trick’ de Mica, num jogo da 41.ª e penúltima jornada da II Liga portuguesa de futebol.

A partida prometeu nos primeiros minutos, com o Gil Vicente a surgir muito agressivo e incisivo. Criou a sua primeira ocasião, aos dois minutos, com Paulinho a não cabecear da melhor maneira, quando se encontrava em excelente posição, para no minuto seguinte, ser Tony a negar o golo a Pedro Marques após uma jogada envolvente desenhada no seu flanco direito.

Os madeirenses responderam aos cinco minutos, com um potente remate de Sérgio Marakis qua saiu junto ao poste. Mas o União da Madeira adiantou-se no marcador, à passagem dos sete minutos, após um centro de João Caminata e um erro de Júlio surgindo Mica oportuno, de cabeça, a inaugurar o marcador.

A partir daí o jogo foi gradualmente perdendo a impetuosidade inicial, embora mantendo um ritmo competitivo interessante.

O União da Madeira ampliou a sua vantagem, ainda não estava decorrido o primeiro minuto, após o reatamento. Luís Tinoco centrou, João Caminata assistiu de cabeça Flávio Silva que também de cabeça, desviou para o fundo da baliza à guarda de Júlio.

O Gil Vicente procurou reagir e aos 54 minutos, Pedro Marques, em posição privilegiada, rematou por alto. Todavia, o golo não tardaria, por Marius Noubissi num lance em que foi mais forte no duelo com Tony, reduzindo a diferença.

No minuto seguinte, os ‘gilistas’ poderiam ter chegado à igualdade, após uma iniciativa de Hugo Firmino que fez um ‘chapéu’ a Tony, surgindo Paulinho a cabecear por cima da barra, com esta desguarnecida.

Contudo, a equipa de Barcelos sofreu uma forte contrariedade aos 61 minutos, quando Maudo foi expulso ao impedir que Nuno Viveiros se isolasse. Na cobrança o livre, Luís Tinoco propiciou uma defesa segura a Júlio.

O União da Madeira, aproveitando da melhor forma a superioridade numérica, ganhou ascendente e voltou a marcar, aos 72 minutos, novamente num cabeceamento de Flávio Silva que capitalizou uma iniciativa individual de Luís Carlos.

Os insulares continuaram a pressionar e aos 74 minutos Júlio com uma boa defesa negou o golo a Nuno Viveiros. O domínio era agora total e aos 78 minutos, Yan Víctor sobre o risco, evitou o golo a remate de João Caminata.

Todavia, ainda antes do final, o União da Madeira voltou a marcar, por duas vezes, ambas por Mica aos 87 e aos 90+3.

Deixe um comentário