Tribunal ’emperra’ contratação de Rafael Galhardo pelo Marítimo

Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

A contratação de Rafael Galhardo pelo Marítimo sofreu um percalço algo inesperado após um tribunal brasileiro ter julgado improcedente o pedido de rescisão de contrato que o liga ao Vasco da Gama, até janeiro 2021.

O lateral direito brasileiro, que tem tudo acertado com os verde-rubros, recorreu à justiça para conseguir a desvinculação contratual, alegando salários em atraso e uma indenização de dois milhões de reais (cerca de 300 mil euros).

Mas a juíza da 78.ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro indeferiu a demanda do jogador, segundo a sentença citada pelo site Esporte News Mundo. Na decisão, que é passível de recurso, argumenta-se que “não foram produzidas as indispensáveis provas para a concessão da liminar (aceitação do pedido)”.

Galhardo, que tem vindo a treinar-se à parte do restante plantel, permanece assim como jogador do Vasco da Gama.

Deixe um comentário