Técnico do Vitória de Guimarães diz que é “fundamental” vencer na Madeira

Foto: DR

O treinador Ivo Vieira afirmou hoje que é “fundamental” o Vitória de Guimarães regressar aos triunfos na I Liga portuguesa de futebol, no jogo de domingo frente ao Marítimo, no Funchal, para a 16.ª jornada.

A turma minhota venceu apenas um dos últimos seis desafios do campeonato e ocupa o quinto lugar, com 21 pontos, tendo cinco de atraso para o quarto, O Sporting, e quatro de avanço para o 14.º, o Santa Clara.

O técnico admitiu que a “responsabilidade” de somar pontos aumenta a cada jornada e que os vimaranenses, para o conseguirem na Madeira, terão de ser “competitivos e organizados”.

“É fundamental conseguirmos ganhar o jogo. Vamos ter um adversário do outro lado que vai procurar fazer o mesmo em sua casa. A ideia é somarmos pontos para nos distanciarmos daqueles que estão mais próximos e encurtarmos distâncias para os que estão à frente”, frisou, na antevisão à partida agendada para as 17:30, no Funchal.

O Vitória, acrescentou Ivo Vieira, vai ter de ser uma equipa “muito concentrada”, capaz de ter bola e de “visar” a baliza contrária, se quiser vencer um adversário habitualmente “forte” em casa, que somou sete pontos nas últimas partidas e subiu, assim, ao 12.º lugar, com 18 pontos.

Ciente de que vai ser “especial” defrontar um clube que já orientou, em 2014/15 e 2015/16, na ilha de onde é natural e tem “muitos amigos e familiares”, o treinador admitiu que os ‘verde-rubros’ ultrapassaram uma “fase inicial menos boa” desde que José Gomes substituiu Nuno Manta Santos no comando técnico, após a 11.ª jornada.

Em sete partidas já realizadas fora de portas, o clube minhoto somou sete pontos, fruto de um triunfo, quatro empates e duas derrotas, e o técnico frisou que os seus jogadores precisam de ter mais “discernimento” no ataque para os triunfos aparecerem com mais frequência.

“Fora, tivemos jogos de dificuldade elevada, contra dois dos ‘grandes’ [derrotas com FC Porto e Sporting]. Lembro-me também do jogo no Rio Ave (1-1), em que passámos por dificuldades na escolha dos jogadores, mas temos de ser audazes a atacar o último terço e de ter mais discernimento na tomada de decisão para somarmos mais golos”, salientou.

Após as saídas dos avançados Alexandre Guedes, que rumou aos japoneses do Vegalta Sendai, e André Pereira, que passou a estar emprestado ao Saragoça, da II Liga espanhola, pelo FC Porto, o treinador agradeceu o trabalho desses jogadores e frisou que a prioridade no atual ‘mercado de inverno’ é o “emagrecimento do plantel”, atualmente com 28 elementos.

Questionado ainda sobre a renovação do seu contrato, que termina no final da época, Ivo Vieira realçou que a sua prioridade neste momento não é discutir esse processo, mas sim “trabalhar em prol” do clube e “usufruir da confiança e da estabilidade” dadas pela estrutura vitoriana.

O Vitória de Guimarães, quinto classificado da I Liga, com 21 pontos, defronta o Marítimo, 10.º, com 18, em partida da 16.ª jornada, agendada para as 17:30 de domingo, no Estádio do Marítimo, no Funchal.

Deixe um comentário