Rui Alves ataca Governo e garante que não se recandidata se sócios convocarem eleições

Foto: DR

O presidente do Nacional concedeu uma entrevista ao JM, que pode ler na edição impressa deste domingo, em que reserva duras críticas ao Governo Regional, que acusa de estar a tentar cumprir a ideia de Jardim sobre o clube único, “por via do estrangulamento financeiro”.

Rui Alves considera mesmo que o Executivo impede o clube alvinegro de ser competitivo, apontando às diferenças no financiamento em relação àquilo que recebia em 2002, e em comparação também com o apoio recebido pelo Marítimo.

Mesmo assim, o dirigente assume-se como o principal responsável pela descida de divisão na época agora finda, ainda que garanta sentir-se com condições para continuar. Antes da Assembleia Geral de amanhã, contudo, garante que não será candidato, se os sócios decidirem convocar eleições.

As dificuldades para a nova temporada, a construção do plantel, e a escolha do novo treinador são outros assuntos abordados, tal como as mudanças na estrutura de scouting e formação. Rui Alves anunciou ainda a contratação de Rui Mâncio para assumir as funções de coordenador e diretor técnico da formação.

Leia a entrevista de Rui Alves na edição deste domingo do JM.

Deixe um comentário