Rali da Ribeira Brava foi adiado

Foto: DR

Face ao panorama que vivemos e as recomendações da autoridade de saúde, a organização do Rali da Ribera Brava, o Automóvel Clube do Concelho Santa Cruz, já se colocou no terreno, conversou com a autarquia da Ribeira Brava e concordaram em fazer adiar a prova para outubro próximo, mas, segundo conseguimos apurar, com muitas reticências, tudo depende da evolução da pandemia provocada pelo Covid-19.

Devido aos sucessivos adiamentos a FPAK já deu a conhecer os critérios para a recalendarização das provas em 2020: A primeira competição suspensa do calendário de cada um dos campeonatos será a primeira com a opção da remarcação, seguido da segunda e assim sucessivamente, sendo assim a ordem é o Rali de São Vicente, Rali da Calheta, Rali da Ribeira Brava, etc.

Tendo em conta o mesmo cenário de recomendações o Rali do Marítimo / Município De Machico, marcado para 3 e 4 de julho, foi adiado.

A organização vai conversar com a autarquia de Machico para nova data e vão seguir as recomendações das autoridades de saúde da Região.

A rampa do Porto da Cruz, também organizada pelo Marítimo, prova candidata a entrar no Troféu da Rampas da AMAK 2021, muito dificilmente se realiza este ano.

Muitas outras organizações contactadas pela RTP não acreditam na viabilização do campeonato da Madeira de ralis de 2020 face ao avolumar do adiar de provas.

Depois há outros fatores em ter em conta, nomeadamente as prioridades das autarquias nos tempos que vivemos devem ser outras, Câmaras Municipais que são as principais parceiras das organizações na realização das provas.

Nesse sentido dizem que mais depressas as rampas se realizam, pois, são eventos que não custam tanto como um rali para colocar na estrada.

Por falar em Rampas, a rampa da Matur, agendada para 16 de maio, vai ser adiada face as mesmas recomendações.

A Rampa do Monte, que já tinha sido reagendada para 28 e 29 de agosto, devido ao adiar do Rali de São Vicente, que por seu lado tinha sido alterado 26 e 27 de junho, junho que é agora um mês que não é recomendado. Estas datas surgiram após os primeiros adiamentos, mas até podem não ser consideradas porque não chegaram a ser aprovadas pela FPAK, que, entretanto, encerrou funções devido ao Covid-19.

Depois das rampas da Matur e do Monte a que o calendário apresenta é a rampa do Santacruzense que está marcada para 26 de setembro.

O panorama neste momento é este do campeonato e das rampas na Madeira.

Deixe um comentário