«Que os jogadores do Moreirense fiquem tristes no final»

Foto: ASF/HELENA VALENTE

Vasco Seabra garante que o Marítimo vai, no domingo, a Moreira de Cónegos com o claro objetivo de conquistar os três pontos diante do Moreirense, equipa que o treinador do Marítimo orientou na temporada passada e que agora luta pela fuga aos lugares de descida.

«O Moreirense tem grande parte dos jogadores que trabalharam comigo e pelos quais tenho um grande carinho. Contudo, agora sou treinador do Marítimo e naturalmente quero que eles fiquem tristes no final. É um facto que o Moreirense está numa posição difícil e que quando mais jornadas forem passando é uma equipa que quer sair daquele lugar. Sabemos que esses momentos criam-se sempre alguns períodos de ansiedade, mas que nós, também pela obrigação que temos para connosco de jogarmos cada jogo com enorme vontade de vencer, queremos entrar competitivos no jogo. Vamos ter que ir em busca das coisas pois temos que fazer acontecer. Se estivermos à espera de que alguma coisa aconteça ela não vai cair para o nosso lado. Temos que ir em busca dos três pontos que é aquilo que queremos.»

Questionado se o Marítimo pensa no sexto lugar, que está a um ponto de distância,Vasco Seabra garante, acima tudo, uma equipa tranquila.«Estamos a um ponto do sexto lugar, é uma realidade. Contudo, isso não nos tira o sono, não nos deixa minimamente intranquilos, perturbados. Deixa-nos é com uma perspetiva muito grande de, a cada jogo que passa, sermos mais competitivos, corrermos mais e melhor que o adversário, sermos capazes de construirmos mais oportunidades de golo, de marcarmos mais golos e diminuirmos o número de vezes que o adversário chega à nossa baliza. Esse será sempre o nosso foco.»

 

Deixe um comentário