Operação ‘Fora de jogo’: Carlos Pereira quer contribuir para “futebol mais transparente”

Foto: Joana Sousa

Depois de um intenso dia de buscas em Santo António, no âmbito da operação ‘fora de jogo’, Carlos Pereira revelou querer contribuir para “um futebol mais transparente”.

O dirigente verde-rubro revelou que foram efetuadas buscas à sua casa e garante querer contribuir para um “futebol mais transparente”. As buscas estão relacionadas com as transferências de alguns jogadores mas escusou-se a revelar quais, acrescentando que “quem não deve não teme”.

A operação desta quarta-feira fez buscas em “56 locais: 40 buscas domiciliárias e 31 buscas não domiciliárias, designadamente, em diversos clubes de futebol e respetivas sociedades e 5 buscas a escritórios de advogados”, segundo revelou a Procuradoria-Geral da República em comunicado, tendo constituído já 47 arguidos.

Deixe um comentário