Moreirense vence União por 2-0 em jogo de apresentação

Foto: DR

O Moreirense, da I liga portuguesa em futebol, venceu ontem o União da Madeira, do segundo escalão, por 2-0 num jogo de preparação que também serviu de apresentação dos minhotos.

Fati (73 minutos) e Koffi (87) fizeram os golos da equipa de Moreira de Cónegos que vai ser orientada nesta temporada por Manuel Machado e que se estreia oficialmente no domingo com uma receção ao vizinho Desportivo das Aves, em jogo a contar para a segunda eliminatória da Taça da Liga.

Num jogo tipicamente de pré-época que contou com muitas substituições, alinharam de início no emblema ‘cónego’ os reforços Jhonatan (ex- Joinville), Rúben Lima (ex-União da Madeira), Mohamed Aberhoun (ex- Athletic Tetouan), Alfa Semedo (ex-Vilafranquense), Rafael Costa (ex- Red Bull) e Arsénio (ex-CSKA Sofia).

Enquanto o União da Madeira – que esta época já jogou oficialmente, tendo levado de vencida o Sporting da Covilhã na primeira eliminatória da Taça da Liga (4-3 nas grandes penalidades após empate por 1-1) – apostou no ‘onze’ inicial em três caras novas e um promovido da equipa B: Laércio (ex-Toledo), Júnior (ex-Pinhalnovense) e Gonçalo Abreu (ex-Penafiel, bem como Paulo Vasconcelos.

O jogo registou pouquíssimas oportunidades de golo e foi jogado muito a meio campo, sendo notória a falta de entrosamento dos jogadores.

Rafael Costa, aos 23 minutos, com um cabeceamento após passe de Rúben Lima, fez a primeira investida à baliza, mas a bola saiu ao lado.

O União a Madeira só respondeu na segunda parte com Gonçalo Abreu, na marcação de um livre, a atirar com força, mas também sem a orientação desejada (51 minutos).

O primeiro golo acabaria por surgir aos 73 minutos dos pés de Fati, que tinha entrado em campo aos 64 e esta época regressa ao Moreirense depois de ter estado emprestado ao Leixões, que aproveitou a confusão na área dos insulares e ainda viu a bola ir ao poste antes de entrar.

Aos 80 minutos, o momento mais caricato do jogo: Cadiz e Sagna trocaram argumentos em campo e o juiz da partida, o vimaranense Gaspar Fernandes, convidou-os a sair sem mostrar cartão, pelo que o jogo terminou com dez jogadores para cada lado.

Na reta final o Moreirense ainda aumentou a vantagem com um golo do reforço Koffi (ex-Vizela) aos 87 minutos.

Deixe um comentário