Madeirense Francisco Abreu pronto para o «título» do nacional de Velocidade

Foto: DR

O Campeão Nacional de Velocidade 2015 e vice-Campeão Nacional de Velocidade 2016, Francisco Abreu, vai regressar ao volante do Volkswagen Golf GTI TCR, do Team Novadriver com as cores da King Tony, Imed, Brisa, Club Sport Maritimo, C.Santos VP, Arango, Diário de Notícias da Madeira, Volkswagen Financial Services, Galp Formula, Panta Racing Fuel, Duoseg Competição, Autódromo Virtual de Lisboa, Publicomp, Cision e Autódromo Internacional do Algarve, para a temporada 2017 do Campeonato Nacional de Velocidade Turismos/TCR Portugal e do TCR Ibérico

Será a quarta época consecutiva de presença do jovem talento madeirense junto da equipa. Ao contrário da última temporada, Francisco Abreu estará sozinho ao volante do VW Golf GTI TCR do Team Novadriver apostando o campeão nacional de velocidade 2015 numa evolução mais rápida na condução do TCR do Team Novadriver após um primeiro ano de transição dos protótipos CN para um tração dianteira como o Golf GTI TCR. Para a equipa, será uma nova experiência que trará outros desafios, mas com a certeza que o objetivo final será, sempre, lutar pelas vitórias e pelo título nacional e ibérico, apuradas as contas finais das duas competições. O Campeonato Nacional de Velocidade Turismos/TCR Portugal inicia-se já nos próximos dias 29 e 30 de abril, com o primeiro Racing Weekend a disputar-se no Estoril. Seguir-se-á nos dias 10 e 11 de junho o segundo Racing Weekend no circuito espanhol de Jarama, a 8 e 9 de julho o Circuito Internacional de Vila Real, fazendo a competição uma pausa até aos dias 2 e 3 de setembro, com o Racing Weekend de Braga, fechando o campeonato no Autódromo Internacional do Algarve, nos dias 21 e 22 de outubro. Quanto ao TCR Ibérico, começa no Estoril (30 de abril), prossegue com a jornada de Jarama (10 de junho) e Vila Real (9 de julho), fechando m Barcelona (16 de setembro).

Francisco Abreu – “Fiquei muito feliz por conseguir manter-me no Team Novadriver e mais ainda por ter reunido os apoios necessários para cumprir a temporada a solo. Entendo que será benéfico para mim esta opção de pilotar sozinho o VW Golf GTI TCR, pois terei mais tempo em pista, as afinações serão mais personalizadas e terei mais tempo para me adaptar a uma disciplina que é muito diferente daquilo que sempre estive habituado. Os resultados de 2016 foram bons, mas em 2017 quero lutar pelos títulos e saborear, uma vez mais, o doce gosto da vitória. Já o consegui com o Team Novadriver, pelo que tenho absoluta confiança na equipa para que 2017 seja um ano em grande para mim e para a formação gerida pelo César Campaniço.”

Deixe um comentário