Madeira SAD quer manter-se na Taça Europa feminina para continuar a evoluir

Foto: Joana Sousa

O treinador da equipa feminina do Madeira SAD, António Florido, disse que o principal objetivo da formação madeirense na Taça Europa de andebol “é passar” a primeira eliminatória “para continuar a evoluir”.

O Madeira Andebol SAD, vice-campeão nacional na temporada transata, vai receber no domingo a atual campeã italiana em título, SSV Brixen Südtirol, no jogo da primeira mão da primeira eliminatória da competição.

Na antevisão ao primeiro embate das insulares na competição europeia, que teve lugar no Forte de São Tiago, no coração do Funchal, o técnico António Florindo, apontou como principal objetivo a permanência na competição com o intuito de continuar a evoluir.

“O objetivo é passar e continuar a competir a este nível, porque só assim é que vamos evoluir. Se tivermos jogos destes, europeus, com outras equipas, outro tipo de andebol, é que se consegue crescer”, destacou o treinador, reforçando que “o andebol feminino está a dar passos importantes no crescimento, tanto a nível de seleções como de clubes”.

António Florido admitiu ainda que a pivô angolana Ríssia Oliveira, o mais recente reforço das insulares e que já poderá ser utilizada no encontro da taça europeia, vai ser um trunfo diante das equipas adversárias, tendo em conta a robustez física da atleta, de 27 anos.

“É uma jogadora bastante grande, vai obrigar a que a defesa tenha mais atenção na marcação à própria jogadora e podemos utilizar a primeira linha para poder finalizar”, destacou o ‘timoneiro’, que cumpre a terceira época ao leme do Madeira SAD.

Quanto às italianas do SSV Brixen Südtirol, o técnico garante tratar-se de uma equipa perigosa no ataque organizado, porque tem “uma primeira linha muito forte e com uma ponta esquerda muito experiente” e também em termos de transição ofensiva, porque são muito rápidas e jogam sempre no contra-ataque.

Para além do Madeira SAD, a segunda ronda de qualificação da Taça Europa feminina conta com a presença de mais três equipas portuguesas: o Benfica, que vai enfrentar as austríacas do UHC Stockerau, a Academia de Andebol de São Pedro do Sul, que joga diante do HRK Grude, da Bósnia-Herzegovina, e o Alavarium, que enfrenta o HB Käerjeng, do Luxemburgo.

“Quero desejar a maior sorte a todas as equipas portuguesas que vão disputar esta prova. Era importante que toda a gente passasse para se continuar a competir a este nível”, concluiu o técnico António Florindo.

O presidente do Madeira SAD, Ricardo Pestana, garantiu que o conjunto insular quer “ganhar e voltar a competir na próxima eliminatória” e assim sucessivamente, lembrando a relevância de a equipa madeirense estar a disputar uma competição europeia, porque “não só enriquece o seu palmarés, como também é uma montra para a Região Autónoma da Madeira”.

A partida da primeira mão da primeira eliminatória será disputada na Ilha da Madeira, domingo, às 18:00, no Pavilhão do Funchal, enquanto o encontro da segunda mão está agendado para 15 de outubro, pelas 19:00, no Pavilhão Via Del Laghetto, em Itália.

Deixe um comentário