José Gomes espera «o melhor Sporting da época»

Foto: ESTELA SILVA/LUSA

Em penúltimo lugar no campeonato com apenas sete pontos, o Marítimo luta desesperadamente pela fuga à descida de divisão. Ainda sem qualquer vitória em casa na presente temporada, a equipa insular tem pela frente um Sporting que atravessa um excelente momento de forma. José Gomes, o treinador, lembra que pela a atual situação do Marítimo, só existe um caminho a trilhar no jogo de amanhã.

«A situação já era delicada antes de eu assinar. Aceitei com a coragem e determinação e conhecimento que tinha do plantel. Não posso estar, jogo após jogo, a escudar-me no cenário que encontrei, nas dificuldades que encontrei. Aquilo que quero dos meus jogadores é que façam aquilo que treinam e que disputem o jogo cara a cara com qualquer adversário. Não existe outra fórmula de sairmos da situação em que nos encontramos. Se não formos fortes ofensivamente, as probabilidades de marcarmos golos são menores e se não marcarmos golos não vamos conseguir ganhar. Como é um jogo tudo pode acontecer. Temos que ir a jogo mostrando aquilo que somos capazes de fazer e, mais importante para mim neste jogo, o que é que nós queremos nesta época. Para sairmos desta situação temos que ganhar, para ganhar temos que marcar golos, para marcar golos temos que promover e privilegiar a força do nosso processo ofensivo. É nossa obrigação tentar vencer o jogo. Nós vamos jogar para vencer o jogo, sabendo que será muito difícil.»

José Gomes não tem dúvidas que este é o melhor Sporting da temporada. «Acho que este é o melhor Sporting da época. Nos últimos dois jogos marcou dez golos. Isso já fala por isso. O Sporting tem uma dinâmica ofensiva tremenda, com muitas variantes. É uma equipa muitíssimo bem trabalhada. A verdade é que temos que jogar contra todos. O Sporting é um excelente adversário, pela qualidade de jogo que tem vindo a apresentar, pela intensidade desse mesmo jogo, pela dinâmica ofensiva que tem, para nos expormos enquanto equipa e percebemos aquilo que temos que corrigir para o que resta do campeonato. Estamos a contar com um adversário muito difícil. Temos que ir com a dimensão que temos, com a humildade que essa dimensão nos exige. Com as armas que temos, temos que deixar tudo em campo. Pela valia do adversário seremos obrigados a trabalhar muito para anular aquilo em que o Sporting é forte. Dificuldades vão acontecer em todos os jogos. O que não pode acontecer é perdemos jogos pelo facto do adversário querer mais que nós vencer o jogo. Isso é que não pode acontecer.»

 

Deixe um comentário