Jorge Casquilha: «Queremos terminar com duas vitórias e subir na classificação»

Foto: União Madeira

O U. Madeira regressou aos triunfos na visita ao terreno do Ac. Viseu. Dessa forma, colocou um ponto final numa série de 4 jogos sem conhecer o sabor da vitória. Desde a sua chegada à Madeira, Jorge Casquilha conseguiu transfigurar a equipa e colocá-la num patamar superior.

As exibições agradam e deixam no ar a ideia de que o futuro poderá ser risonho nesta ponta final da época. Para já fica o “título” da equipa com mais pontos alcançados na 2ª volta desta 2ª Liga.

“Temos feito um percurso muito bom. Quando chegámos a preocupação foi retirar a equipa dos lugares onde estava e fazê-la subir na classificação. Na altura disse que o grande objetivo seria ser das melhores equipas na 2ª volta, sendo esta a meta definida para o grupo, pois em termos de subida estávamos muito longe a 23 pontos. O grupo concentrou-se nisso e a verdade é que tem cumprido e, a duas jornadas do fim, quero dar os parabéns aos jogadores, pois o trabalho é deles e não é só da equipa técnica. A nossa intenção até ao final e manter esse feito, sendo a equipa que mais pontos conquistou na segunda parte do campeonato”, começou por afirmar, num balanço ao que até agora foi conseguido.

“O sentimento é de dever cumprido, face ao objetivo traçado pela direção. O trabalho foi muito positivo e estou contente com o que grupo fez durante estes 4 meses”, enfatizou, concluindo a sua análise, deixando claros os objetivos para o que resta da temporada 2016/17.

“Iremos fazer tudo para somar pontos nesta duas últimas jornadas e se possível vencer as duas partidas, de forma podermos subir na classificação e alcançar um lugar que prestigie o União”, garantiu Jorge Casquilha.

No adeus aos adeptos, o líder da turma madeirense, deixa um pedido: “Faço um apelo aos adeptos para comparecerem em bom número, até porque, o jogo tré entrada livre e o grupo de trabalho merece uma despedida com muito público. Temos feito bons jogos, boas exibições, dando alegrias e esperemos que nos apoiem em massa. Tudo iremos fazer para vencer”.

Com a temporada a chegar ao seu final, o balanço é positivo e deixa antever um bom futuro. “É bom acabar a época com vitórias, sentimos que a equipa está a crescer e tem tudo para, na próxima época, se sentir com confiança e moral, para uma temporada que será tão ou mais dura que esta”, afirmou.

Dérbis na próxima temporada
Consumada a descida do Nacional à 2ª Liga, no próximo ano, haverá dérbi no escalão entre os azuis e amarelos e os alvi-negros. Casquilha não se alongou em comentários.

“Serão mais 2 dérbis. Na massa associativa serão jogos especiais, mas para nós profissionais não. Para o treinador do União é só mais um jogo que queremos vencer”.

Por último falou no confronto com os gilistas: “Gil Vicente fez uma época muito positiva, apostando em jovens, oscilando no campeonato. Teve uma pequena quebra nesta fase, em termos de classificação e resultados, será sempre um adversário complicado. No domingo, as duas equipa tudo farão para vencer, pois estará em jogo o prestígio do futebol”.

Muitas baixas no plantel
Para o confronto com os homens de Barcelos, o técnico dos madeirenses não poderá contar com oito elementos por razões físicas. O boletim clínico tornado público demonstra esse facto.

Assim, a Carlos Manuel, Ryan e Christophe, que já constavam da lista de ausentes, juntam-se-lhes, N´Sor (edema no joelho direito), Cédric (luxação articular acrómio-clavicular), Roniel (fratura no primeiro metatarso), Luan (estiramento do ligamento lateral interno) e Kusunga (estiramento do ligamento lateral externo).

No sábado, a equipa unionista cumpre a derradeira sessão de trabalho, às 10 horas, no complexo do clube, na Camacha, à porta fechada. Recorde-se que o encontro com os gilistas será no domingo, às 16 horas, na Ribeira Brava, com entrada gratuita.

Deixe um comentário