I Liga: Marítimo ambiciona época mais estável e sonha com lugar europeu

Foto: DR

O Marítimo ambiciona uma temporada mais estável em 2020/21 e sonha com lugares europeus, na 41.ª participação na I Liga portuguesa de futebol, sob as ordens de um novo treinador, Lito Vidigal, e com nove aquisições.

Após uma campanha turbulenta na época transata, na qual os ‘verde rubros’ lutaram pela manutenção até às últimas jornadas, o Marítimo procura lugares mais cimeiros, deixando para trás a 11.ª posição alcançada em 2019/20.

O presidente Carlos Pereira apostou em Lito Vidigal para o comando técnico dos madeirenses, sucedendo a José Gomes, que rumou aos espanhóis do Almería.

O novo treinador dos insulares esteve no Vitória de Setúbal nos últimos quatro jogos do campeonato na última temporada, após ter sido despedido do Boavista, em dezembro de 2019, depois da derrota, curiosamente, diante do Marítimo, nos Barreiros, por 1-0.

Nove contratações foram feitas, com o médio Rafik Guitane a prometer integrar o ‘onze’, após ter estado em evidência nos jogos da pré-temporada, e o avançado iraniano Ali Alipour que, apesar de não ter treinado com a nova equipa, pois está impedido de viajar para a Madeira por não ter visto, poderá mexer com o ataque dos madeirenses.

Os extremos Fumu Tamuzo e Rúben Macedo, os defesas Marcelo Hermes e Cláudio Winck, o médio defensivo Jean Irmer e o guarda-redes Caio Secco são as restantes aquisições do Marítimo, com nota ainda para o avançado camaronês Joel Tagueu, que estava cedido pelo Cruzeiro e assinou até 2022 pelos madeirenses, após ter terminado o vínculo com a equipa de Belo Horizonte.

Das sete saídas registadas, duas delas trataram-se de fim de empréstimos, nos casos de Xadas, do Sporting de Braga, e de Maeda, dos japoneses do Matsumoto Yamaga.

Josip Vukovic e Erivaldo rescindiram contrato com o Marítimo, Fabrício Baiano rumou a título definitivo para os turcos do Caykur Rizespor, enquanto o vínculo dos defesas laterais Bebeto e Rúben Ferreira terminou.

A ‘espinha dorsal’ da equipa permanece intacta, pelo menos por agora, destacando-se as continuidades de Charles, Zainadine, René Santos, Bambock, Jorge Correa, Edgar Costa e Rodrigo Pinho.

Os jogos da pré-época foram positivos para o conjunto liderado por Lito Vidigal, que iniciou a preparação na Madeira, tendo vencido os dois aprontos diante da equipa B (5-1 e 5-0) e dos sub-23 (8-0).

No estágio, em Lousada, a equipa insular continuou invencível, ao derrotar os sub-23 do Braga (3-2), Paços de Ferreira (1-0), Boavista (2-0) e empatado frente a Rio Ave (0-0) e Sporting (1-1). A primeira e única derrota ocorreu em Inglaterra, no último encontro particular, diante do Burnley, por 3-0.

O Marítimo inicia o campeonato nos Açores, diante do Santa Clara, orientado por Daniel Ramos, que esteve nos ‘Leões do Almirante Reis’ entre 2016 e 2018 e conduziu os ‘verde rubros’ pela última vez às competições europeias, na sua primeira temporada (2016/17) nos madeirenses.

Deixe um comentário