Governo ‘agenda’ 3,9 milhões de euros até 2021 para pagar complexo do Marítimo

Foto: DR

O Conselho do Governo reunido em plenário em 18 de maio de 2017 resolveu alterar a comparticipação financeira a conceder ao Club Sport Marítimo da Madeira por conta da comparticipação financeira no apoio à empreitada de conceção/construção do complexo desportivo do CSM- Pavilhão e Estruturas de Apoio e encargos financeiros decorrentes do contrato de financiamento.

Trata-se da sexta alteração ao contrato-programa inicial, celebrado em 2005.

O contrato tem a mesma vigência que a duração do empréstimo, 15 anos.

Depois do PAEF, o Executivo verificou “a necessidade de ajustar o montante da comparticipação financeira referente ao ano de 2017 e anos seguintes”.

Assim, reprogramou a comparticipação ajustando as taxas de juro: 939.898,77€ para 2017;  922.208,03€ para 2018; 915.794,79€ para 2019; 909.399,13€ para 2020; e 226.460,83€ para 2021.

Até agora, por conta deste contrato programa, de 2006 a 2016, já foram pagos perto de 8,5 milhões de euros.

Deixe um comentário