«É muito difícil de digerir» – Rui Alves

Foto: Hélder Santos

O presidente do Nacional assumiu que é «difícil de digerir» ver o clube ser despromovido à Liga 2, depois de 15 anos no escalão máximo futebol português.

«Sinto-me triste, mas de algum modo estava preparado, pelo que vinha acontecendo, que fazia prever este desfecho, sobretudo depois dos resultados negativos frente aos nossos adversários diretos», disse ao site oficial do clube.

Rui Alves, porém, assumiu que irá encarar a nova situação do clube «com responsabilidade, na esperança de poder reconstruir um Nacional que seja capaz de regressar, o mais rapidamente possível, à I Liga, sem olhar para trás, mas percebendo as dificuldades que encerram esse cenário, relativamente à parte financeira».

O líder do clube insular disse ainda que vai «pensar e construir o futuro para minimizar os erros cometidos, que acabam por custar muito caro».

«Tenho a responsabilidade de encontrar forças, porque nestas situações, o mais fácil é abandonar o barco, mas sinto a força e a necessidade de andar com tudo isto para a frente. Isto motiva-me muito, tendo em conta a luta que se avizinha, por isso vamos começar já a trabalhar para a próxima época, sabendo que há ainda coisas para resolver, no quadro do plantel e das inerentes responsabilidades», rematou.

Deixe um comentário