Danny diz-se “feliz e orgulhoso” por regressar ao Marítimo e promete ajudar

Foto: csmarítimo

“Estou bastante feliz e superorgulhoso de voltar a uma casa que conheço bem. Fui bem recebido pelos meus colegas, pelo presidente, pela direção. Espero ajudar a equipa a concretizar os objetivos para este ano e venho com toda a vontade e humildade de ajudar”, afirmou na apresentação à comunicação social.

O jogador, de 34 anos, surgiu no Estádio do Marítimo no domingo, na apresentação da equipa aos adeptos, envergando a camisola 10, e considerou o momento “bonito” por ver a família na bancada e receber o carinho da massa associativa.

Danny jogou pela última vez no Marítimo na época 2003/04, por empréstimo do Sporting, tendo passado depois pelos ‘leões’, Dínamo de Moscovo, Zenit de São Petersburgo e Slavia de Praga, e voltar à Madeira era um sonho, que foi facilmente concretizado, apesar de ter outras propostas do estrangeiro.

“Voltar a casa e ao Marítimo é algo que eu sempre sonhei. A única equipa em Portugal que podia jogar era o Marítimo. É a equipa do meu coração, a que me lançou no campeonato português”, referiu.

A motivação é a mesma e o médio ofensivo garantiu estar bem fisicamente, embora ainda precise de alguns treinos para ficar a 100%.

Danny deixou ainda elogios ao plantel do Marítimo, que diz ter valor para realizar uma boa temporada.

“Pelo que acompanhei do ano passado, o Marítimo tem jogadores com muita qualidade e é uma equipa que joga bom futebol. Mudaram de treinador, que tem novas ideias”, afirmou.

A conquista de uma taça com o emblema insular seria “bonito”, de acordo com o internacional português, que considera que, mesmo sendo difícil, “não custa nada sonhar”.

Deixe um comentário