«Da última vez o autogolo do Boavista caiu para nós, desta vez foi para o adversário»

Foto: DR

Luís Freire era um treinador resignado após a derrota com o Farense (2-3), na 19.ª jornada da Liga. Apesar de reconhecer a boa reação à desvantagem de dois golos, o treinador do Nacional assumiu que alguns aspectos não correram tão bem.

«Fomos algo inseguros na circulação de bola, mas pela reação que tivemos acho que merecíamos mais do que sair daqui com zero pontos. Da última vez, o autogolo do Boavista [1-0, na 18.ª jornada] caiu para nós, desta vez foi para o adversário. Fiquei contente com os meus jogadores por isso, que tentaram sempre ao máximo chegar à igualdade, mas insatisfeito com o resultado e com alguns erros, que só com treino é que vamos conseguir corrigir», desabafou.

Recorde-se que, com esta derrota, o Nacional viu chegar ao fim uma sequência de quatro jogos sem derrotas na Liga. O conjunto madeirense ocupa o nono lugar, com 21 pontos.

 

Deixe um comentário