Covid-19: Ministro italiano do desporto diz que Ronaldo pode ter violado protocolo

Foto: DR

O ministro italiano do desporto, Vincenzo Spadafora, disse hoje que o futebolista internacional português Cristiano Ronaldo pode ter violado o protocolo de covid-19, ao vir para Portugal e ao regressar a Itália infetado pelo novo coronavírus.

O avançado da Juventus está assintomático, depois de ter tido um teste positivo ao novo coronavírus, e voltou a Turim na quarta-feira, num avião-ambulância privado, não tendo participado na vitória (3-0) de Portugal diante da Suécia, no encontro da quarta jornada do Grupo 3 da Liga A da Liga das Nações.

“Sim, eu acho que sim, se as autorizações específicas não foram dadas pelas autoridades de saúde”, referiu Vincenzo Spadafora, à Radio Uno, dizendo que o avançado luso poderá ter violado o protocolo também quando viajou para Portugal, numa altura em que Juventus estava em isolamento preventivo.

Também no dia de hoje, o presidente da ‘Juve’, Andrea Agnelli, remeteu esclarecimentos para as entidades competentes.

“Não tenho o protocolo do governo, têm de ligar para o Ministério da Saúde e do Interior, que aplica as leis do Estado, e eles explicam o que foi violado, porque sinceramente não sei”, respondeu Agnelli, à comunicação social.

Na quarta-feira, a campeã italiana deu conta que Cristiano Ronaldo “regressou a Itália num voo médico autorizado pelas autoridades sanitárias competentes, a pedido do jogador, e continuará o seu isolamento em casa”.

O capitão da seleção portuguesa estava desde terça-feira em isolamento na Cidade do Futebol, em Oeiras, depois de ter testado positivo ao novo coronavírus.

Ronaldo estava no estágio da seleção portuguesa, depois de ter defrontado a Espanha (0-0), em jogo particular, em 07 de outubro, em Lisboa, e a França (0-0), no domingo, em Saint-Denis, para a Liga das Nações, tendo sido dispensado do encontro diante da Suécia.

Deixe um comentário