Cláudio Braga: “Venho de um sítio onde não se foge”

Foto: HUGO DELGADO/LUSA

Cláudio Braga compreende a insatisfação dos adeptos após mais um desaire que custou a eliminação do Marítimo da Taça de Portugal. “Acho que é uma reação lógica. Mas não acho que seja a melhor reação para a equipa”.

Mas ainda não atira a toalha ao chão apesar de toda a contestação. “A gente pode fugir ou pode lutar e eu venho de um sítio onde não se foge, mas luta-se até ao fim. Mas estou aqui para falar do jogo. Penso que não é o momento para falar nisso. Há diálogo, fala-se com o grupo, fala-se com o presidente”, referiu apenas.

Deixe um comentário