Capitães de Marítimo e União subscrevem carta que critica Governo Regional

Foto: DR

Alguns dos capitães de várias equipas do Campeonato de Portugal e da Liga BPI escreveram uma carta a Miguel Albuquerque, Presidente do Governo Regional, alertando o chefe do executivo madeirense para as consequências graves, quanto ao futuro destes jogadores, tendo em causa a ausência de competição. Os ‘capitães’ das equipas do Marítimo B, União, e ainda da equipa feminina ‘verde-rubra’, foram os únicos representantes madeirenses a assinar o documento.

Os atletas começam por alertar para as consequências “graves na vida pessoal e profissional de uma centena de atletas que estão atualmente a representar as equipas madeirenses no Campeonato de Portugal e da Liga BPI”, que podem advir do facto do Marítimo B, AD Camacha e União estarem impedidas de competir, já que segundo dizem, formações cujos atletas dependem única e exclusivamente do futebol, como modo de vida profissional.

Ainda segundo a mesma missiva os ‘capitães’, acreditam que a “FPF esteja a lutar por encontrar uma solução e defender os interesses das suas equipas, bem como a verdade desportiva”, no entanto, “tememos que a falta de acordo e soluções juntamente com o Governo Regional acabe por ditar a desclassificação das equipas madeirenses das competições nacionais”, situação que vai influenciar “negativamente a vida pessoal e profissional de todos os atletas envolvidos”, por ler-se ainda.

Deixe um comentário