Técnico do Nacional acredita em vencer na despedida com vitória sobre o Setúbal

Foto: ASPress/HELDER SANTOS

O treinador do Nacional disse hoje ser possível “vencer o jogo” na receção ao Vitória de Setúbal, da 34.ª e última jornada da I Liga de futebol, que marca a despedida da equipa madeirense do primeiro escalão.

“Acredito que é possível ganhar ao Vitória de Setúbal, porque se não acreditasse não estaria aqui. Fizemos um plano de trabalho, durante a semana, tendo em conta as virtudes e debilidades do adversário, com rigor e profissionalismo, tentando mascarar aqueles que são os nossos pontos menos fortes e que o adversário tentará da mesma forma aproveitar”, destacou João de Deus, na conferência de imprensa de antevisão ao jogo.

Relativamente ao adversário, o técnico dos ‘alvinegros’ espera uma equipa “com qualidade”, orientada por um treinador (José Couceiro) que já foi seu chefe de equipa técnica e que tem grande qualidade, mas cuja equipa que “não tem tido a correspondência em termos de resultados”, explicou.

Relativamente ao último jogo, em Braga (derrota por 4-0), João de Deus afirmando nunca ter tido que não tinha gostado da exibição da equipa, mas sim que não gostou de alguns erros individuais, “tal como também já tinha acontecido na partida com o Boavista [2-2]”.

“A equipa tem jogado bom futebol e só não gostei mesmo foi dos erros que se cometeram”, observou.

No que diz respeito à sua continuidade, ou não, no comando técnico do Nacional, João de Deus foi taxativo: “Não falei com nenhum responsável sobre o futuro, mas posso dizer que, aquilo que são as minhas vontades e convicções, não vou partilhar com os jornalistas, porque isso só a mim me diz respeito e vocês respeitam isso”.

“A época não terminou, por isso nem sequer posso estar a pensar naquele que será o meu próximo passo, aqui ou noutro lugar qualquer”, esclareceu, a concluir.

O Nacional, 18.º e último classificado, com 21 pontos, recebe, na tarde (16:00) de sábado o Vitória de Setúbal, 13.º, com 36, em jogo da 34.ª e última jornada da I Liga portuguesa, que será arbitrado por Bruno Esteves, da associação de Setúbal.

DEIXE UMA RESPOSTA