Costinha quer uma equipa ambiciosa na Luz

Foto: DR

O treinador do Nacional, Costinha, disse hoje querer uma “equipa ambiciosa e competitiva” frente ao Benfica, a contar para 21.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, embora ciente de que vai “defrontar uma grande equipa”.

O Nacional tem tido alguns problemas com lesões, mormente no eixo defensivo, com Filipe Lopes, Rosic e Júlio César com algumas limitações físicas, embora Jota seja o único impedido para a deslocação ao Estádio da Luz.

“Quando há jogadores lesionados é sempre mais complicado, mas o plantel tem jogadores suficientes para poder fazer face a esses infortúnios e gerir da melhor forma possível”, afirmou o treinador, admitindo que “os jogadores não são todos iguais e alguns dão algo diferente à equipa”.

O Nacional efetuou boas exibições nas deslocações aos recintos do FC Porto e do Sporting, mas perdeu das duas vezes. Costinha considera que “com o Sporting, alguns aspetos do próprio jogo não foram benéficos e o resultado poderia ter sido diferente, se houvesse uma avaliação diferente por parte da terceira equipa”, referindo-se à arbitragem.

“[Abordamos o jogo] com o mesmo espírito com que tentamos sempre abordar os jogos. Por vezes conseguimos resultados positivos, outras não, mas queremos uma equipa ambiciosa e competitiva, conhecedora do potencial do adversário”, ressalvou.

Costinha reconhece que irá defrontar um Benfica “bastante galvanizado” o que obrigará a sua equipa a estar “bastante atenta aos momentos do jogo”, afirmando ter “uma estratégia preparada” e depois se verá se a conseguem colocar em prática.

O momento do Nacional não será o melhor e, para Costinha, essa “ansiedade e a falta de confiança acaba por tirar alguma inteligência de jogo à equipa”.

O técnico espera “um grande ambiente, com um estádio cheio”, enaltecendo que é o tipo de jogo onde “todos os jogadores e treinadores” querem marcar presença.

Costinha quer que a sua equipa tenha confiança em si própria, conhecendo o que tem pela frente, e que de desfrute do momento, encarando a partida como “um jogo igual aos outros”, sem pressão, apesar das dificuldades classificativas por que passa o Nacional.

O Nacional, 14.º classificado, com 20 pontos, e o Benfica, segundo colocado, com 47, defrontam-se a partir das 17:30 de domingo, no Estádio da Luz, em Lisboa.

DEIXE UMA RESPOSTA